O mantra Ho’oponopono e o Japamala

Sinto Muito. Me Perdoe. Eu te amo. Sou grato.

Entenda como funciona o mantra Ho’oponopono e o Japamala.

Método de autocura de origem havaiana que libera as energias tóxicas dos pensamentos dolorosos, padrões e crenças limitantes, gravados em nosso inconsciente, que se repetem frequentemente causando bloqueios e desequilíbrios em nossa vida.

Quando você diz ‘Sinto Muito’ está assumindo a responsabilidade pelos seus atos e pensamentos e demonstrando a sua vontade de mudar. Quando diz ‘Me Perdoe’ , mostra-se arrependido pelo que já pode ter causado de mal e inicia-se o processo de limpeza. Com ‘Eu te amo’ você confirma a energia positiva do processo, transmutando a energia bloqueada dos maus pensamentos e memórias para uma energia fluida que será liberada de você. Por fim, quando diz ‘Sou grato’ expressa a gratidão e a fé que você tem neste processo de cura e libertação, agradecendo à Divindade por ele.

“Japa” é uma palavra sânscrito que tem como raiz (jap) que significa “sussurrar, ou murmurar”.“Mala” significa cordão de de contas, usado para repetir mantras (orações em Sânscrito) sempre são de 108 contas ou suas divisões 54, 27 e 18 contas. A maior conta do Japamala ou meru é onde se inicia e termina as repetições. O Japamala é uma poderosa ferramenta muito antiga, criada para manter a mente focada na pratica da meditação.

Quanto mais você utilizar o Japamala para Ho’oponopono, mais ele será imantando com sua própria energia. Utilizando de modo apropriado, ele chegará a se converter em poderoso amuleto, ou talismã, que lhe trará sorte, saúde, proteção, prosperidade, felicidade, consciência e realização espiritual.

Baixe gratuitamente o nosso E-book

Adquira seu Japamala através do site Japamala aOnda diversas opções de modelos, tamanhos e opões de pagamento.

🎥  Japamala aOnda Audiobook

 

Avaliando seu estado vibracional

O sentimento que habita dentro de você determina seu estado mental, magnetismo pessoal e estado vibracional.

01 – Alegria/Conhecimento/Poder/Liberdade/Amor/Apreciação
02 – Paixão
03 – Entusiasmo/Vivacidade/Felicidade
04 – Expectativas Positivas/Fé
05 – Otimismo
06 – Esperança
07 – Contentamento
08 – Enfado
09 – Pessimismo
10 – Frustração/Irritação/Impaciência
11 – Opressão
12 – Desapontamento
13 – Duvida
14 – Preocupação
15 – Falha
16 – Desencorajamento
17 – Raiva
18 – Aversão
19 – Inveja
20 – Insegurança/Culpa/Desvalorização
21 Medo/Tristeza/Depressão/Desespero/Impotência (mais…)

Significado do Japamala o Terço Budista

Um Japamala nada mais é que um cordão de contas usado para repetir mantras (orações em Sânscrito) sempre são de 108 contas ou suas divisões 54, 27 e 18 contas. A maior conta do Japamala ou meru é onde se inicia e termina as repetições. O Japamala é uma poderosa ferramenta muito antiga, criada para manter a mente focada na pratica da meditação.

As sementes do Japamala também são conhecidos como contas de oração, contas de rosário e contas de mantras. Mais de dois terços da população mundial empregam algum tipo de contas de oração como parte de sua prática espiritual. O uso de contas em oração parece ter-se originado em torno do século VIII aC. na Índia.

As contas do japamala são tipicamente feitos de materiais diferentes, e as propriedades das contas são tidas como tendo efeitos energéticos específicos. Diferentes práticas espirituais e tradições religiosas historicamente usaram contas de um material específico.

Japamala 108 contas

“Japa” é uma palavra em sânscrito que vem da raiz verbal “jap”, que significa “murmurar, sussurrar”. “Japa” é a prática feita pelos yogis na repetição em tom de murmúrio de mantras. Japamala foi adotada em outras línguas como o uso e popularidade das contas de oração que se tornarem populares. Quando os romanos invadiram a Índia, eles confundiram japa com jap, a palavra latina para rosa. Ao retornar a Roma, o japamala foi referido como rosário e mais tarde tornou-se conhecido como rosário em Inglês.

Adquira seu Japamala através de nossa loja Japamala aOnda com diversas opções de modelos, tamanhos, cores e opões de pagamento.

Por que o número 108 nos Japamalas?

Segundo os budistas tibetanos e os hindus, 108 é o número que se deve repetir um mesmo mantra ou uma mesma metalização, em cada prática espiritual.

Ao se completar o ciclo de 108 repetições, seja de uma oração, de uma invocação ou de um mantra, alcança-se um estágio superior na consciência: a mente transcende a matéria e acessa os níveis que nós chamamos de “transe”, no ocidente.

Além disso, o número “108” é considerado um número sagrado: o alfabeto sânscrito possui 54 letras-fonemas masculinos e 54 letras-fonemas femininos, resultando em 108 fonemas no total.

O número 108 também aparece como a representação do chacra cardíaco nos textos védicos, onde 108 é o número em que se divide o tempo entre passado, presente e futuro.

Adquira seu Japamala através de nossa loja Japamala aOnda com diversas opções de modelos, tamanhos, cores e opões de pagamento.

O poder de um Japamala

Seu Mala pode ser imantado com o poder de “Japa” de seu mantra. Para isso você precisará praticar todos os dias, por pelo menos 40 dias seguidos. Após 108 dias o mala ficará carregado da energia do poder do mantra entoado/murmurado/meditado, e você poderá colocá-lo ligeiramente sobre si ou em outros, para transmitir a energia do mantra armazenada na mandala de luz formada em seu Mala.

O ideal seria utilizar um Mala para cada mantra. Quando utilizar o seu mala com um novo mantra, a energia do novo mantra começará a substituir a energia do mantra anterior, então, é recomendado usar um novo mala com cada mantra, se possível, é claro. Outra boa ideia é ter um Mala para cada raio. Cada um dos sete principais chakras carrega as energias de uma das sete principais consciências de Deus.

Quando não estiver utilizando seu mala, guarde-o em um lugar limpo e sagrado. O melhor lugar para guarda-lo é sobre um altar pessoal ou sobre uma estatueta sagrada de uma divindade.

O mala é utilizado para que uma pessoa possa pensar sobre o significado do mantra e de suas palavras enquanto entoa, sem ter necessidade de ficar contando as vezes que entoa.

Adquira seu Japamala através de nossa loja Japamala aOnda com diversas opções de modelos, tamanhos, cores e opões de pagamento.

Como usar um Japamala

O Mala é utilizado para contar mantras em grupos de 108 repetições. A palavra mantra vem do sânscrito, “man”, que significa “mente” ou “pensamento”, e “tra” significa “proteger” “socorrer”. Assim, mantra quer dizer “proteger nossas mentes de maus pensamentos”.

Segurando o seu cordão de contas Japamala na mão direita, deixe que ele escorregue sobre o dedo do meio (o dedo do céu, o dedo mais longo). O dedo indicador não deve tocar as contas, ficando estendido durante todo o período da entoação dos mantras, o japa.

Comece sempre pela conta seguinte à grande conta, o “meru”, que significa “montanha”, e não deve ser contado, nem tocado pelo dedo do polegar, o Meru é apenas o ponto inicial e final da contagem das contas.

Puxe as contas de seu Japamala sempre em sua direção, uma a uma, entre seu dedo polegar e o dedo do meio, usando seu polegar para “contar” e puxar cada conta, puxando levemente, enquanto recita o mantra escolhido, e movendo para a próxima conta, até completar a série de 108 contas de seu mala, entoando seu mantra escolhido, por 108 vezes seguidas, ou mais.

Uma conta é puxada a cada repetição do mantra. O polegar representa seu chakra da garganta e o dedo do meio representa o éter divino no chakra do coração. Assim, como estamos nos comunicando com seres elevados do plano etéreo, este mudra aumentará nosso poder de comunicação espiritual. Mantenha a mente firme prestando atenção em sua respiração, nas contas e em seu mantra. Enquanto puxa uma conta, inale, entoe o mantra “OM NAMAH SHIVAYA”, enquanto exala.

Maneira correta de segurar o Japamala
Maneira correta de segurar o Japamala

O Japamala foi feito para ser utilizado em harmonia e com muita calma e firmeza em suas palavras. Uma vez que você alcance o Meru, caso queira continuar mais 108 vezes, não o ultrapasse. O Meru é a conta estática do Mala. Vire as contas ao redor e continue na direção inversa. Isso é necessário porque quando puxamos as contas ganhamos um espaço entre elas; assim, juntamos as contas que ficaram para trás; se formos em frente pelo caminho que começamos, encontraremos as contas muito juntas do outro lado do Meru, e o polegar não poderá fazer o “mudra da riqueza espiritual”, que toca esses dois dedos a cada puxada.

O Japamala pode ajudá-lo a tirar a tensão, a ansiedade, o medo e levará você a atingir níveis mais altos de consciência e realização espiritual. A utilização de Japa Malas aumenta a felicidade e a capacidade de meditação. As contas de Japa dão mais foco e maior determinação a quem as utiliza.

Um mala pode ser um colar ou uma pulseira. A pulseira deve ter 27 contas, que precisarão ser contadas 4 vezes para completar 108.

Adquira seu Japamala através do site Japamala aOnda diversas opções de modelos, tamanhos e opões de pagamento.

O que é Japamala

Japamala (Japa = repetição, Mala = cordão ou colar) é um objeto antigo de devoção espiritual, conhecido também como rosário de orações no ocidente. É um artesanato muito utilizado para ajudar nas orações e mentalizações como marcador. Temos então duas correntes: uma espiritual, “Japa”, e outra material, “Mala”. Assim, as energias espirituais invocadas “Japa” energizam o “Mala”.

Um japamala é geralmente composto por 108 contas e o “meru”, conta central que marca o início e o fim do mala. Também é possível encontrar japamalas menores, variando de 27 ou 54 contas, todas sub-divisões de 108. Segundo a filosofia yogui, ao se completar o circuito de 108 repetições da oração, mentalização ou mantra, alcança-se um estágio superior na consciência chamado de transcendental (o estágio que ultrapassa as fixações da mente, mantendo a consciência concentrada em si mesma).

Muitas pessoas utilizam estes artesanatos simplesmente como objeto de decoração, amuleto de proteção ou somente para distração.

Meditação com japamala

A meditação com o uso do japamala, assim como a prática de mantras, tem sido usada por séculos como ferramenta poderosa para acalmar, centrar, curar e colaborar na evolução espiritual a fim de caminharmos na busca do melhor de nós.

São inúmeras as linhagens das tradições hindu e budista que utilizam o japamala para meditação com mantra. Segundo estas tradições, o número 108 é muito auspicioso e a meditação usando japamala pode ser uma ferramenta para se alcançar andares mais elevados na evolução espiritual.

Tradição milenar

Na tradição indiana, a confecção dos japamalas geralmente é feita com sementes de rudraksha. Para “tropicalizar” a tradição milenar indiana e tornar o japamala algo mais acessível à realidade e cultura Brasileira, é possível encontrar japamalas confeccionados com sementes de açaí. São as sementes obtidas pelo fruto do Açaizeiro, a mesma árvore que nos presenteia com o delicioso açaí! O açaí é reconhecido por suas propriedades medicinais e sempre foi utilizado pelas populações indígenas da floresta amazônica por seus poderes de cura, além de alimento. No Brasil, além de muito utilizado na culinária dos povos da região Norte, também é fonte diversificada de matéria-prima para a confecção de artesanatos.

Adquira seu Japamala através do site Japamala aOnda diversas opções de modelos, tamanhos e opões de pagamento.